Escolhendo Bem

Escolhendo Bem

Fazer escolhas de vida nunca é fácil. Você acaba a faculdade ou universidade, e tem que fazer algum tipo de escolha sobre o que acontece a seguir. Ou você está no meio da sua carreira, de frente para uma encruzilhada, e você pensa, você sente, que Deus pode estar lhe chamando para algo novo. Talvez você tenha sido despedido de um cargo que ocupava há anos e está sendo confrontado por uma série de novas perguntas sobre o que fazer a seguir. E as contas do aluguel continuam a chegar, então há um grau de urgência na sua situação.

Claro, essa escolha é o privilégio de poucos, e sempre devemos enxergá-la como tal. Mas a velocidade das mudanças tecnológicas e as rápidas mudanças no ambiente de trabalho às vezes tornam essa escolha assustadora e angustiante. É quase como se não pudéssemos lidar com o número de alternativas: ficar onde estamos, tirar umas férias e voltar ao trabalho, trabalhar em casa ou remotamente, fazer cursos de aperfeiçoamento, mudar de profissão ou a forma como trabalhamos, juntar-se a outros para empreender algo novo, mudar para algo mais “espiritual” ou “significativo”, dar um tempo no trabalho voluntário de tempo integral. As escolhas são vertiginosas.

Mas, na minha experiência, elas ficam significativamente mais fáceis com o conhecimento de que Deus nos chama e está lá para nos guiar. Deus em primeiro lugar. Esse é o lugar para se começar.

A Bíblia deixa claro que Deus nos dá uma escolha — ele trabalha conosco, não apenas através de nós. Na maior parte das vezes, temos a liberdade de buscar os caminhos de Deus e depois fazer escolhas. Nós não operamos independentemente dele, mas tampouco somos marionetes manipulados por uma corda. Nossos chamados pessoais não são ordens, mas conclamações e sugestões. Nós entramos em parceria com Deus, aproveitando as oportunidades que Deus nos apresenta e as paixões que ele nos deu.

Onde quer que você esteja agora (presumindo que você esteja caminhando com o Senhor e que não esteja fazendo nada de imoral ou ilegal) é onde você está destinado a estar. Seu chamado não está em algum lugar indescritível, além do mundo, inacessível. Seu chamado é aqui e agora. Você é chamado para continuar e viver à luz dessa chamada.


Extraído do livro: “Know Your Why: Finding And Fulfilling Your Calling [Conheça o seu porquê: Encontrando e cumprindo o seu chamado] por Ken Costa

Anúncios

Tomar decisões: princípios para boas escolhas

LIVRE ARBÍTRIO E A ÉTICA DA DECISÃO

“O homem pode ser livre para tomar inúmeras decisões importantes, mas há uma escolha que ele não pode fazer. O homem não pode escolher não escolher.” (Forell IV)

A VIDA DO HOMEM DEBAIXO DA LEI

“Permita-me ilustrar. É noite. Um homem está em um barco que está sendo levado lentamente pela corrente em direção a uma cascata. Esse homem, que está bem acordado em seu barco, não pode escapar de fazer uma opção. É verdade que todas as suas opções podem no final ser sem sentido. Ele pode começar a remar furiosamente e ainda assim ser levado pela corrente por sobre a borda para a destruição. Pode não fazer absolutamente nada e a corrente pode prender o barco contra uma rocha, conservando-o em segurança até o amanhecer. Mas esse homem não sabe qual é a decisão adequada, e percebe que não fazer nada também é uma decisão. A corrente está levando seu barco, quer ele goste, quer não. Ele não pode pedir tempo para ponderar as alternativas possíveis. Lá está ele sentado no barco, e tudo o que faz ou deixa de fazer o compromete. Não tomar uma decisão também é uma decisão. Ele não pode escapar de sua liberdade; está condenado a ser livre.”

Forell, George W. Ética Da Decisão: Introdução À Ética Cristã. 8th ed. São Leopoldo, Brazil: Editora Sinodal, 1973. Print.