Como Jesus Ajudou Seus Aiscípulos a Aumentar Sua Fé

shepherds-purse-228364_640

Disseram então os apóstolos ao Senhor, “Aumenta a nossa fé!” E disse o Senhor: “Se tiverdes fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira, ‘Arranque e planta-te no mar’, e ela vos obedeceria. “E qual de vós terá um servo a lavrar ou a apascentar gado, a quem, voltando ele do campo, diga, ‘Chega-te, e assenta-te à mesa’? “E não lhe diga antes: ‘Prepara-me a ceia, e cinge-te, e serve-me até que tenha comido e bebido, e depois comerás e beberás tu’? “Porventura dá graças ao tal servo, porque fez o que lhe foi mandado? Creio que não. “Assim também vós, quando fizerdes tudo o que vos for mandado, dizei, ‘Somos servos inúteis, porque fizemos somente o que devíamos fazer.'”

Em Lucas 17: 5 os apóstolos pedem a Jesus para aumentar a sua fé. Como é que Jesus os ajuda? De duas maneiras, ambas as quais são, dizendo-lhes a verdade. Assim, mesmo na maneira que ele responde ele nos mostra que a fé vem pelo ouvir. Saber certas coisas deveria aumentar a nossa fé.

Primeiro, Ele fortalece a nossa fé, dizendo-nos no versículo 6, que a questão crucial em realizar grandes coisas para fazer avançar o reino de Deus não é a quantidade de nossa fé, mas o poder de Deus. E disse o Senhor, ” Se tiverdes fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira, ‘Arranque e planta-te no mar’, e ela vos obedeceria.” Referindo-se à pequena semente de mostarda após ser perguntado sobre o crescimento da fé, ele desvia a atenção da quantidade de fé para o objeto da fé. Deus move amoreiras. E isso não depende decisivamente da quantidade de nossa fé, mas do seu poder, sabedoria e amor. Sabendo disso nós somos ajudados a não nos preocuparmos com a nossa fé e somos inspirados a confiar na livre iniciativa e poder de Deus.

Segundo, Ele ajuda a fé deles crescer, dizendo-lhes nos versículos 7-10 que, quando eles tiverem feito tudo o que lhes for mandado,  ainda assim estarão radicalmente dependentes da graça. Jesus dá uma ilustração. Você pode querer lê-la novamente nos versículos 7-10. A essência disso é que o proprietário de um escravo não se torna um devedor ao escravo, não importa o quanto de trabalho o escravo faça. O significado é que Deus nunca é nosso devedor. O versículo 10 resume tudo: “Assim também vós, quando fizerdes tudo o que vos for mandado, dizei, ‘Somos servos inúteis, porque fizemos somente o que devíamos fazer.'” Somos sempre seu devedor. E nunca seremos capazes de pagar essa dívida, nem nunca nos será pretendido pagá-la. Sempre estaremos dependentes da graça. Nunca conseguiremos subir da posição de devedores e ir para uma posição onde Deus é nosso devedor. “Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?” (Romanos 11:35).

Quando ele diz no verso 9 que o proprietário não “dá graças” ao servo, a expressão usada para “agradecer” é provocativa. Eu acho que a idéia é que “dar graças” é uma resposta à graça. A razão pela qual o proprietário não agradece ao escravo é que o servo não está dando para o proprietário mais do que o proprietário merece. Ele não está tratando o proprietário com graça. Graça é ser tratado melhor do que você merece. Assim é conosco em relação a Deus. Nunca tratamos Deus com graça. Nunca damos a ele mais do que ele merece. O que significa que ele nunca nos deve agradecimentos. Deus nunca diz “Obrigado” para nós. Ao invés disso, ele está sempre nos dando além do que merecemos e nós estamos sempre devendo-lhe graças.

Assim, a lição para nós é que quando tivermos feito tudo o que devíamos – quando tivemos resolvidos todos os nossos problemas de cuidado pastoral e corrigido as atitudes de todo o nosso povo e mobilizado o maior número de missões e amado os pobres e salvado casamentos e criado filhos piedosos e corajosamente proclamado a Cristo – Deus não nos deve nenhum obrigado. Em vez disso, vamos naquele momento nos relacionar com ele como devedores à graça, tal como fazemos agora.

Este é um grande encorajamento para a fé. Por que? Porque isso significa que Deus é tão livre para nos abençoar antes de nós colocarmos nossa vida em ordem como ele é depois. Uma vez que somos servos “inúteis” antes de termos feito o que deveríamos, e servos “inúteis” também depois, é somente a graça que leva Deus a nos ajudar. Portanto, ele é livre para nos ajudar antes e depois. Este é um grande incentivo para confiarmos na ajuda dele quando nos sentimos incapazes.

Assim, duas coisas aumentam a nossa fé: 1) que apenas Deus e não a quantidade de nossa fé é o fator decisivo no arremessamento de amoreiras para fora do caminho de Deus; e 2) a livre graça é decisiva na forma como Deus nos trata, antes e depois de termos feito tudo o que devíamos fazer. Nós nunca nos movemos além da necessidade por graça. Portanto, vamos confiar em Deus para realizar grandes coisas em nossa pouca fé, e não fiquemos paralisados pelo que resta a ser feito em nossas vidas e em nossa igreja.

Pastor John

Translation of: How Jesus Helped His Disciples Increase Their Faith

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s