O Que é o Evangelho?

O que é o Evangelho? – Dr. Michael Horton – Professor de Teologia Sistemática e Apologética doSeminário Teológico Westminster na California.

Evangelho é uma daquelas palavras fáceis de serem presumidas. Porque a usamos com tanta freqüência, que ela acaba abrangendo todo tipo de boas coisas. E isso é perigoso porque este é um termo muito preciso. Evangelho não equivale a ‘qualquer coisa’ que seja boa ou importante no cristianismo.

‘Evangelho’ é uma palavra ou um tipo de discurso muito particular na Bíblia. De Gênesis a Apocalipse o evangelho é promessa de Deus de um filho, que esmagaria a cabeça da serpente, perdoaria os pecados do Seu povo, os ressuscitaria dos mortos e lhes daria a vida eterna, baseado somente em Sua graça, por causa de Cristo.

Agora o termo “euangélion” é simplesmente “boas novas”. Particularmente associado à batalhas militares. Assim, um mensageiro retornava do campo de batalha com o anúncio, o “euangélion” do sucesso da batalha. Então, é um anúncio de vitória. É como aquelas manchetes sobre o término da segunda guerra mundial, das quais todos ouvimos falar. “Vitória na Europa”. O evangelho é exatamente isso. Por isso ele não é apenas ‘boas novas’ por causa do seu conteúdo. É ‘boas novas’ pela forma como foi entregue. Não é um bom conselho. O evangelho nunca nos fala algo que fazer, O Evangelho nos fala sobre algo que já foi feito.

Hoje em dia, ouvimos pessoas dizerem: Precisamos viver o evangelho. Precisamos praticar o evangelho.” Mas na verdade, nós precisamos praticar a Lei. Você não pratica o evangelho. Esse é um erro categórico. É o erro teológico mais fundamental e básico que você pode cometer: Confundir a Lei com o Evangelho. Mas a Lei é boa. Fazer coisas, fazer o que Deus ordena, é absolutamente importante. Mas isso não é ‘boa novas’, isso não é o Evangelho.

E se confundimos essas duas coisas, nos tornaremos, em parte, nossos próprios salvadores. Nós fomos salvos. Não ajudamos na encarnação de Cristo. Não contribuímos com Sua obra redentora e reconciliadora no mundo. Somos os que foram redimidos e estamos contando isso ao resto do mundo. Somos testemunhas da sua obra redentora. Não ajudadores dela.

Então, é por isso que digo que, hoje, precisamos desesperadamente de maior clareza sobre o que queremos dizer com ‘evangelho’. Temos músicas evangélicas (gospel), cruzadas evangélicas, folhetos evangélicos, e evangélico isso e aquilo. O que precisamos é de mais concentração no próprio Evangelho. E parar de tentar encher essa cesto com qualquer coisa e tudo que pensamos ser interessante.

“Aquele que sabe distinguir corretamente entre Lei e Evangelho tem um motivo para agradecer a Deus. Este é um verdadeiro teólogo.” — Comentário da Epístola aos Gálatas”, Martinho Lutero

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s